Notícias
28/08/2018

Cidades aplicam nove multas diárias por manusear celular no trânsito

Infração aumentou 62% entre os anos de 2016 e 2017 em Barueri e Santana de Parnaíba

Apesar dos perigos, muitos motoristas ainda têm o hábito de dirigir e usar o celular ao mesmo tempo. E o número de multas só cresce. Somente neste ano, Barueri e Santana de Parnaíba aplicaram, juntas, 2.033 multas pelo manuseio dos aparelhos durante o tráfego. Isso corresponde a uma média de aproximadamente nove punições por dia. 

De acordo com dados cedidos pelas administrações municipais, a pedido da reportagem, o número de multas aplicadas na região teve uma alta de 62% entre 2016 e 2017, passando de 5.062 para 13.524, o que corresponde a uma média de 37 punições diárias dadas no ano passado. 
Dos totais, Barueri é o município que mais anota este tipo de infração. Em 2016, o Departamento Municipal de Trânsito (Demutran) aplicou 4.607 multas e em 2017, foram 13.148. Até agosto deste ano, 1.918 motoristas foram autuados por mexer no celular enquanto dirigem.

Segundo a gestão, essa é a terceira ocorrência de trânsito mais frequente, ficando atrás apenas dos casos de estacionar em local/horário proibidos e de estacionar em desacordo com a Regulamentação (Estacionamento Rotativo).

Devido à má conduta de motoristas, as prefeituras ressaltam que realizam campanhas de conscientização permanentes a fim de orientar os motoristas quanto aos perigos da ação, com a inserção de faixas e banners explicativos espalhados pelos municípios. Em Barueri, a orientação foi intensificada neste mês pelo Núcleo de Educação no Trânsito (NET), com novas faixas.

Para o coordenador operacional do Departamento de Trânsito de Santana de Parnaíba, a aplicação da multa também é importante para orientar os condutores quanto à gravidade do acidente que o uso do celular ao volante pode causar. “É importante salientar que mesmo que o veículo esteja parado, o condutor estará sujeito à multa. Para a utilização do celular, é necessário que o veículo esteja desligado e em local apropriado”, explica.

Segundo o Código Brasileiro de Trânsito (CBT), a infração gravíssima corresponde a uma multa de R$ 293,47 e a sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).


Estado

No Estado, usar o celular ao volante é a 5ª infração mais recorrente, de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran), ficando atrás de deixar de transferir o veículo no prazo de 30 dias; dirigir veículo sem o licenciamento; não usar o cinto de segurança e dirigir sem habilitação.

Entre 2016 e 2017, houve uma alta de 2,3% nas punições pelo uso de celular no trânsito, passando de 107.608 para 110.143. Neste ano, 44.910 motoristas já foram autuados.


Fonte: Folha de Alphaville