Notícias
23/05/2019

Novos radares e lombadas eletrônicas chegam a Barueri na próxima semana

Começa na próxima semana as obras para a instalação dos novos radares e lombadas eletrônicas de Barueri. Ao todo, cinco pontos do município deverão receber os equipamentos de fiscalização, sendo que dois estarão situados em Alphaville. Desde o ano passado, a gestão realiza estudos para a inserção dos dispositivos. 

A informação foi passada à Folha de Alphaville pela secretaria de Segurança e Mobilidade de Barueri, Regina Mesquita. "Iniciaremos as obras na próxima segunda-feira (20) e a instalação dos dispositivos na quinta-feira (23). A previsão de conclusão dos trabalhos e início da fiscalização é para o dia 20 de julho", contou. 

Os equipamentos serão implantados em cinco pontos do município: na Avenida Municipal com a Avenida Exército Brasileiro (Rotatória do Soldado) – Jardim Alberto; na Avenida General de Divisão Pedro Rodrigues da Silva, 400 – Aldeia de Barueri; e Estrada dos Romeiros com ruas Almeida e Antônio Saviano – Vila São Silvestre, onde serão colocados equipamentos de controle de velocidade e avanço semafórico. 

Na Avenida Alphaville, próximo à Avenida Copacabana – Alphaville 18 do Forte e na Avenida Doutor Dib Sauaia Neto/ Via Parque, aproximadamente 460 metros após o acesso à Alameda Surubiju – Alphaville, serão inseridas lombadas eletrônicas.

A instalação dos dispositivos será custeada por meio do convênio Movimento Paulista de Segurança no Trânsito, firmado entre a administração da cidade com o Governo do Estado de São Paulo, no final de 2017. Foram recebidos mais de R$ 1 milhão para a execução de ações voltadas à mobilidade e ao trânsito.

Escolha dos pontos

Ainda de acordo com a secretária, a escolha dos pontos para a implantação dos aparelhos se deve à frequência de acidentes anotadas nos trechos. "Verificamos, após estudos, que esses pontos anotavam muitos acidentes de trânsito. A instalação dos radares e lombadas eletrônicas tem como objetivo evitar esse tipo de ocorrência e por consequência as mortes no trânsito", disse Regina. 


Fonte: Folha de Alphaville